Jordânia e Líbia compraram mais carne de frango do Brasil

A exportação brasileira de carne de frango avançou 1,3% em volume no acumulado deste ano até setembro, mas caiu em receita. Alguns países árabes estiveram entre destinos que aumentaram as compras.

Agência ANBA – A exportação brasileira de carne de frango cresceu 1,3% em volume no acumulado deste ano até setembro sobre o mesmo período de 2019, de acordo com dados divulgados pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). Países árabes como Jordânia e Líbia foram destaque no período em função do crescimento nas compras.

O Brasil exportou de janeiro a setembro 3,17 milhões de toneladas, entre produtos in natura e processados de frango. A receita gerada ficou em US$ 4,6 bilhões e caiu 12,1% sobre os nove primeiros meses do ano passado. Em setembro, individualmente, houve queda no volume enviado e na receita, de 2,3% e 18,4%, respectivamente, com 345 mil toneladas e US$ 479 milhões.

No acumulado do ano, a China foi o grande destaque entre os destinos, com aumento de 28% nas compras, que ficaram em um volume de 514 mil toneladas. A exportação para a Líbia cresceu 79% para 46 mil toneladas e para a Jordânia avançou 35%, também para 46 mil toneladas. Ainda aumentaram as importações países como Rússia, Cingapura, Vietnã e Coreia do Sul.

Em setembro, os destaques pelo crescimento das compras foram África do Sul, com importações de 23 mil toneladas e aumento de 38% sobre o mesmo mês de 2019. Iêmen comprou 11 mil toneladas, com alta de 73%, Emirados Árabes comprou 25,9 mil toneladas, 11% a mais, e União Europeia adquiriu 21,2 mil toneladas, volume 15% maior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *